Doença silenciosa: Seu fígado merece atenção

Uma doença silenciosa que pode causar sérios danos a nossa saúde. A esteatose hepática, ou gordura no fígado acontece quando uma quantia muito grande de gordura invade o fígado, deixando-o mais pesado e aumentando o seu volume consideravelmente. Essa doença pode acontecer por conta do metabolismo ou como uma resposta do fígado a uma agressão ao seu funcionamento.

    sintomas-de-gordura-no-figadoSegundo a Associação Brasileira de Hepatologia, grande parte das pessoas que tem uma alteração no fígado consegue reverter ou ao menos controlar. Contudo, cerca de 30% pode apresentar uma evolução para uma doença chamada esteatoepatite, que é a inflamação causada por conta da quantia de gordura existente no fígado. Essa doença ainda pode progredir para uma cirrose, ou em casos mais raros, em câncer.

Esse problema pode ser causado por conta de doenças primárias que afetam o fígado, como as hepatites B e C, a doença de Wilson, doenças colestáticas e, principalmente a doença hepática alcoólica. Existem também as causas secundárias como o hipotireoidismo não controlado, a exposição a agentes químicos, cirurgias intestinais e de bypass intestinal para tratamento da obesidade. Mas, geralmente essas causas secundárias tem crescido por conta do uso abusivo de medicamentos, especialmente esteróides e anabolizantes.

figado-corpo-humano-0817-1400x800Para diagnosticar a esteatose, o médico vai pedir alguns exames clínicos para eliminar outras possíveis causas de doença hepática. Exames de sangue podem ser solicitados com o intuito de dosar as enzimas do fígado. Segundo a cartilha da Sociedade Brasileira de Hepatologia, exames metabólicos como dosagem de glicose, insulina, colesterol e frações, triglicérides, hemoglobina glicosilada, além de outros exames frequentemente alterados como ácido úricoee ferritina, podem detectar alterações no fígado.

A mudança no estilo de vida pode evitar que essa doença aconteça, uma vez que muitos indivíduos com esteatose estão na fase inicial dos processos metabólicos que geram essas complicações. É importante que se faça sempre uma consulta com um médico hepatologista, pois só ele pode realmente diagnosticar se há algo errado. Para quem quer ficar bem longe da esteatose, aqui vão algumas dicas:

Human, thin, fat. Nutrition, food. Vector illustrationExercite-se. Procure se exercitar pelo menos 30 minutos ao dia. O mínimo desejável é que você tenha um total de 150 minutos de atividade física na semana. Suba escadas ao invés do elevador, caminhe distâncias curtas ao invés de ir de ônibus ou carro.

Controle o diabetes. Caso seja diabético, siga as instruções de seu médico. Tome sua medicação conforme orientado e monitore seus níveis sanguíneos de açúcar.

Baixe seu colesterol. Uma dieta saudável baseada em frutas e verduras, exercícios físicos e medicações ajuda a manter seus colesterol e triglicerídeos em níveis saudáveis.

Perca peso. Caso você esteja com sobrepeso ou obeso, reduza o número de calorias ingeridas diariamente e aumente as atividades físicas para auxiliar nessa tarefa. Lembre-se de procurar um nutricionista para fazer isso de forma saudável.

Proteja seu fígado: Evite substâncias que causem mais dano ao seu fígado. Não beba álcool e tome cuidado com medicações e chás comprados sem receita médica.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s